São João da Boa Vista
MIN. 17 º C | MAX. 28 ºC
24/10/2016 | 14:55

TRE reconhece registro de Dr Ademir

Gazeta de São João | Jornalismo

O Tribunal Regional Eleitoral ao que consta terminou o julgamento dos processos eleitorais de candidatos de nossa cidade. Diversos foram os candidatos que tiveram julgamento no TER/SP, por vários motivos.

Chamou a atenção, neste ano, dois processos que foram requeridos pelo então candidato do PTB que não se elegeu, Roberto Câmara, que desejava o indeferimento do vereador eleito José Cláudio Ferreira (Claudinho) e do vice prefeito eleito, Ademir Martins Boaventura, alegando que haveria irregularidade no afastamento para a disputa das eleições de ambos então candidatos.

Ambos os processos de impugnação foram rejeitados pelo Juiz Eleitoral, Dr. Heitor Siqueira Pinheiro, depois de parecer pela improcedência do Promotor de Justiça, Dr. Donizete Moraes Tavares Oliveira; mas o impugnante requereu ao Tribunal Regional, através da advogado Rosangela Sanches, insistindo nos mesmos argumentos.

VEREADOR

O recurso contra o vereador reeleito Claudinho, teve parecer pelo seu não acolhimento por parte da Procuradoria Eleitoral, sendo que o Desembargador Cauduro Padin, apresentou voto, não acatando o recurso e deferindo a legalidade do registro do candidato, com votação unânime dos demais juízes do Tribunal. Esse julgamento ocorrido no início do mês, já foi inclusive objeto de arquivamento, depois de retornar para o Cartório desta cidade.

VICE PREFEITO

O processo contra o vice prefeito eleito, Dr. Ademir, também teve parecer contra o recurso por parte da Procuradoria Eleitoral e também foi relatado pelo Desembargador Cauduro Padin, que se manifestou pela legalidade do afastamento e pelo deferimento definitivo da candidatura, também tendo o plenário acolhido o voto do relator por unanimidade, já que desprovido de fundamento o recurso.

Tanto o vereador Claudinho e o Dr. Ademir nesta cidade e nas razões contra o recurso foram assistidos pelos advogados Wanderley Fleming, Maria Cecilia de Andrade Fleming e Mariana de Andrade Fleming. Para acompanhar a votação no Tribunal, ocorreu substabelecimento de poderes para o advogado Milton Moraes Terra, que foi admitido no processo em meados da semana passada.

Tanto Claudinho como o vice Dr. Ademir, disseram para Gazeta que sempre confiaram na decisão favorável pela Justiça, pela certeza de que estavam agindo corretamente, tendo ocorrido o afastamento no prazo exigido por lei, já que não foi a primeira vez que tiveram o registro deferido como regular pela Justiça, sempre nas mesmas situações.

MOTIVO

Segundo dirigentes da Coligação que elegeu o prefeito, vice e dez vereadores, o motivo das impugnações foi apenas de “tentar tumultuar o processo eleitoral” para que o “eleitor tivesse a impressão de ambos não estariam concorrendo e deixassem de votar neles”. Já que motivação legal e fundamentada não havia, com narração e tentativa de provas, inadmissíveis.

Fonte: Gazeta de São João

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os Termos de Usuários, denuncie. Leia a Política de Privacidade para saber o que é impróprio ou ilegal.

Escreva um comentário...







Outras Notícias



Receba nossas novidades por e-mail

Siga-nos nas Redes Sociais



©2000-2020 Fleg
Todos os direitos reservados - Portal Guia São João.