São João da Boa Vista
MIN. 20 º C | MAX. 25 ºC
26/08/2019 | 15:00

Saúde realiza reunião estratégica sobre prevenção ao sarampo

Guia São João | Jornalismo

Uma reunião entre profissionais de todos os serviços de saúde da Prefeitura de São João da Boa Vista, incluindo representantes dos hospitais Santa Casa Misericórdia Dona Carolina Malheiros e Unimed, foi realizada na tarde de quarta-feira, 21, para definir estratégias de proteção contra o sarampo no município. 

Responsável pelo Setor de Vigilância Epidemiológica, Ludimila Barros Zan coordenou a reunião e orientou os profissionais para que o atendimento à população seja realizado de forma padrão. 

“A gente quer preparar todos para reconhecer caso suspeito. Sabendo identificar é um grande caminho porque a gente não vai deixar passar nenhum caso. Suspeitou, a gente dá todo o apoio. Então, a gente está com esse objetivo hoje. Conseguir deixar todo mundo atento. E também saber qual o próximo passo depois da suspeição”, explica. 

Diante do caso confirmado na cidade, de uma pessoa de São Paulo, a chefe de Vigilância Epidemiológica reforça que o paciente veio doente da capital e apresentou os sintomas clássicos em São João.   

“São Paulo, Campinas, a nossa população circula muito nessas cidades. Teve um final de semana comemorativo do dia dos pais, e coincidiu que a pessoa veio de lá para visitar a família e acabou desenvolvendo os sintomas aqui”, diz Ludimila. 

Com o diagnostico confirmado, houve a notificação, coleta de exames e bloqueio para evitar casos secundários na cidade até que a pessoa retornasse à capital paulista. 

Na rede municipal, a Prefeitura disponibiliza vacinas de rotina. O público-alvo são crianças (1 ano e três meses), pessoas em geral de 1 a 29 anos -- é necessária a apresentação da carteira com o registro de duas doses. 

Para a faixa etária de 30 a 59 anos, a recomendação é de que seja aplicada uma dose somente. De acordo com o Departamento de Saúde, é preciso que a população atualize a carteira de vacinação. 

“A gente chama isso de intensificação. Não é uma campanha e a gente não está fazendo a dose extra”, destaca. 

O Departamento de Saúde está investigando a situação de duas crianças. A coleta dos exames foi realizada e encaminhada ao Instituto Adolfo Lutz, em Campinas. 

Ludimila afirma que a pessoa que contraiu o sarampo no passado não corre o risco de ter a doença novamente por causa da imunidade natural do organismo. 

“Mesmo quem acha que já teve a doença procurar a unidade de saúde para saber se precisa da vacina de rotina. É uma doença que começa e termina sozinha, mas ela pode ter complicações graves, principalmente, nas crianças e idosos. A gente pode ter complicações como pneumonia, infecção de ouvido, meningite. Por isso, a gente tem que ficar bem atenta”, finaliza

Fonte: Prefeitura Municipal

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os Termos de Usuários, denuncie. Leia a Política de Privacidade para saber o que é impróprio ou ilegal.

Escreva um comentário...







Outras Notícias



Receba nossas novidades por e-mail

Siga-nos nas Redes Sociais



©2000-2019 Fleg
Todos os direitos reservados - Portal Guia São João.