São João da Boa Vista
MIN. 11 º C | MAX. 27 ºC
06/12/2016 | 17:34

Revólver usado em assassinato é apreendido pela polícia

Jornal O Município | Jornalismo

Nesta terça-feira, a Polícia Militar conseguiu apreender o revólver usado no assassinato de Cléber Adalberto da Silva, de 34 anos, no último sábado.

Segundo apurou o jornal, a Polícia Militar recebeu informações de que o possível autor do assassinato de Cléber estaria em uma residência na Rua Scipião Tonizza, no DER.

Chegando lá, os policiais flagraram Djalma Lucio Dias, de 30 anos, tentando dispensar um revólver calibre 32 pelo fundo da casa.

A PM e Polícia Civil suspeitam que Djalma possa ter participação no crime, mas quando questionado sobre a arma ele diz que a pegou em um terreno logo após Cléber ter sido morto. Segundo ele, o revólver estaria dentro de um saco plástico. A versão de Djalma, porém, não convenceu as autoridades.

Como o revólver tinha numeração raspada e o suspeito não tem porte de arma ele recebeu voz de prisão do delegado Marcos Aparecido Ferreira do Carmo. A autoridade policial ainda arbitrou fiança, mas Djalma não pagou e foi levado para a cadeia pública local.

Em busca do autor

A Polícia Civil de São João da Boa Vista está muito próxima de encontrar o homem que matou Cléber Adalberto da Silva, de 34 anos, com seis tiros, em um terreno baldio do Jardim Nova República, na manhã de sábado, dia 3.

O suposto autor dos disparos foi identificado como Charles Roberto da Silva Fermínio, de 31 anos. Este foi o primeiro homicídio do ano registrado na cidade.

Segundo informações da Polícia Militar e de testemunhas que teriam visto o crime, Cléber estava conversando com uma mulher no terreno citado quando o rapaz chegou lhe cobrando uma possível dívida de R$ 20.

Possivelmente negando o pagamento, Cléber foi alvejado com seis tiros, sendo três nas costas, um no peito e dois nos braços. Ele ainda tentou fugir pela rua Antonio Gulin, entrou ferido em uma residência, pedindo ajuda, e caiu já morto no quintal da mesma.

Uma das hipóteses da Polícia seria um desentendimento para um acerto de contas, já que a vítima possui várias passagens pelo crime de tráfico de entorpecentes, inclusive, recentemente saiu da cadeia, onde ficou preso por alguns anos.

A equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada e, ao chegar no local, foi constatado o óbito.

Cléber morava no Jardim América do Sul e deixou duas filhas. Seu sepultamento ocorreu no domingo, dia 4, no cemitério municipal São João Batista.

A Justiça já decretou a prisão temporária de Charles Roberto da Silva Fermínio e a Polícia Civil já está na sua caça, podendo ser detido nas próximas horas.

Fonte: Jornal O Município

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os Termos de Usuários, denuncie. Leia a Política de Privacidade para saber o que é impróprio ou ilegal.

Escreva um comentário...







Outras Notícias



Receba nossas novidades por e-mail

Siga-nos nas Redes Sociais



©2000-2020 Fleg
Todos os direitos reservados - Portal Guia São João.