São João da Boa Vista
MIN. 19 º C | MAX. 31 ºC
27/02/2020 | 15:51

Paciente suspeito de Coronavírus é atendida no Pronto Socorro de Águas da Prata

Guia São João | Jornalismo

Paciente com suspeita de coronavírus é atendida em pronto socorro de Àguas da Prata

Prefeitura pede cautela na divulgação de informações sem a devida apuração para que se evite alarmes desnecessários

Nesta quinta, 27, pela manhã, uma pessoa deu entrada no Pronto Socorro de Águas da Prata apresentando sintomas suspeitos de um quadro de Coronavirus. A paciente teria vindo recentemente da Itália.

 

Logo após o atendimento, SOB ORIENTAÇÃO DO SECRETÁRIO NACIONAL DE SAÚDE, RESPONSÁVEL PELO MINISTÉRIO DA SAÚDE, Luiz Henrique Mandetta.

 

A paciente foi isolada na Unidade de Saúde. Por motivo de segurança, os funcionários do Pronto Socorro estão utilizando material de proteção ( máscara, jaleco, avental e luvas ).

A Secretaria de Saúde de Águas da Prata entrou em contato com a DRS - Direção Regional de Saúde que já enviou o kit para o exame.

A coleta do material foi feita e está sendo enviada para o Instituto Adolf Lutz, em São Paulo, onde os exames serão feitos. O resultado pode sair em 48 horas. A PREFEITURA DE ÁGUAS DA PRATA PEDIU PRIORIDADE.

A paciente foi encaminhada para casa e orientada a permanecer na residência até que seja apresentado o resultado do exame.

A prefeitura de Águas da Prata lembra que TODAS AS MEDIDAS CABÍVEIS FORAM TOMADAS.
Informações de especialistas dão conta que o vírus é letal em cerca de 2% da população e mais comum de ser agressivo em pessoas com imunidade baixa ou idade avançada. ASSIM QUE O RESULTADO FOR ENTREGUE À PREFEITURA DE ÁGUAS DA PRATA, DIVULGAREMOS MAIS DETALHES.

INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES - SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE
Por volta de 15% dos pacientes infectados terão as formas graves, com pneumonia, e 5% terão as formas críticas, com insuficiência respiratória, insuficiência dos rins, choque séptico e falência múltipla dos órgãos, podendo até mesmo falecer.

As formas mais graves surgirão naqueles que têm outras doenças (do coração ou pulmões, câncer, diabetes, pressão alta, etc) e nos idosos.

Na China, cerca de 2 a 3% dos pacientes que tiveram a doença faleceram. Em pessoas com mais de 80 anos, cerca de 15%.

Se o número 2% parece pouco, 2% de um milhão de pessoas são 20.000 pessoas. 2% de 10 milhões são 200.000. E por aí vai. Por isso é importante que a epidemia atinja o menor número de pessoas.

O que mata o vírus: água e sabão, água sanitária (hipoclorito), água oxigenada (peróxido de hidrogênio 0,5%) e álcool 70.

Período de incubação: 14 dias. É o tempo entre pegar o vírus e surgirem os sintomas. Você pode contaminar ou ser contaminado neste período.

Quanto tempo o vírus fica vivo e infectante numa superfície de metal, plástico ou vidro? NOVE dias. Se for limpo com álcool entre 62 e 70 % ou água sanitária, morre em um minuto.

Como o vírus passa de uma pessoa para outra:
• Através de gotículas vinda de espirros e da fala de pessoas contaminadas. Estas gotículas podem ser “respiradas” por você e podem te infectar.
• Através de superfícies contaminadas, tais como balcões de lojas, corrimão de escadas, maçanetas de portas, telas de caixa eletrônico, telas de telefones celulares, etc. A pessoa contaminada espirra ou tosse na mão e em seguida toca uma superfície. Ou tosse sobre alguma coisa.

INFORMAÇÕES DO MINISTÉRIO DA SAÚDE
O QUE É CORONAVÍRUS (COVID-19)?
Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (SARS-CoV-2) foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China. Provoca a doença chamada de coronavírus (COVID-19).

Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

COMO O CORONAVÍRUS É TRANSMITIDO?
As investigações sobre as formas de transmissão do coronavírus ainda estão em andamento, mas a disseminação de pessoa para pessoa, ou seja, a contaminação por gotículas respiratórias ou contato, está ocorrendo. Qualquer pessoa que tenha contato próximo (cerca de 1m) com alguém com sintomas respiratórios está em risco de ser exposta à infecção.

É importante observar que a disseminação de pessoa para pessoa pode ocorrer de forma continuada.

Alguns vírus são altamente contagiosos (como sarampo), enquanto outros são menos. Ainda não está claro com que facilidade o coronavírus se espalha de pessoa para pessoa.

Apesar disso, a transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como:

• gotículas de saliva;
• espirro;
• tosse;
• catarro;
• contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão;
• contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Os coronavírus apresentam uma transmissão menos intensa que o vírus da gripe.

O período médio de incubação por coronavírus é de 5 dias, com intervalos que chegam a 12 dias, período em que os primeiros sintomas levam para aparecer desde a infecção.

A transmissibilidade dos pacientes infectados por SARSCoV é em média de 7 dias após o início dos sintomas. No entanto, dados preliminares do coronavírus (SARS-CoV-2) sugerem que a transmissão possa ocorrer mesmo sem o aparecimento de sinais e sintomas. Até o momento, não há informações suficientes de quantos dias anteriores ao início dos sinais e sintomas uma pessoa infectada passa a transmitir o vírus.

COMO PREVENIR O CORONAVÍRUS?
O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
Evitar contato próximo com pessoas doentes.
Ficar em casa quando estiver doente.

Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

SE VOCÊ NÃO TEM SINTOMAS E QUER SE PREVENIR:
• lavar as mãos (inteiras, não só as palmas, ensaboando até os punhos/pulsos) com frequência, durante vinte segundos (contar até 20 devagar);
• higienizar as mãos com álcool 70% gel com frequência;
• evitar levar as mãos à boca, nariz ou olhos, pois o vírus não atravessa a pele das mãos, mas você mesmo pode levá-lo até onde ele conseguirá te infectar;
• não usar objetos pessoais (talheres, copos, toalhas, maquiagem, etc) de outras pessoas e nem emprestar os seus;
• lavar as mãos antes de manusear alimentos;
• limpar o telefone celular com solução metade água metade álcool, secando em seguida com pano limpo;
• limpar o ambiente com frequência, com água e sabão ou água sanitária;
• arejar os ambientes;
• evitar contato físico (abraçar, beijar, etc);
• manter distância de 2 metros de pessoas com sintomas;
• se alimentar adequadamente;
• dormir tempo suficiente;
• manter-se hidratado;

SE VOCÊ JÁ TEM ALGUM DOS SINTOMAS GRIPAIS E NÃO QUER TRANSMITIR PARA OUTRAS PESSOAS:

• cobrir a boca com lenço de papel (descartável) ao tossir ou espirrar e em seguida lavar as mãos com água e sabão ou álcool 70% gel;
• usar máscara cirúrgica para evitar contaminar as pessoas ao espirrar ou tossir;
• evitar contato com pessoas doentes;
• procurar o serviço de saúde de referência para receber o diagnóstico;
• não frequentar locais onde há acúmulo de pessoas;

Muitas das medidas acima vão proteger crianças, idosos e pessoas com doenças crônicas de “pegarem” gripes e outras doenças das vias respiratórias. Por isso, que tal manter estes cuidados mesmo após o final desta epidemia?

OUTRA ORIENTAÇÃO IMPORTANTE é vacinar-se contra a gripe. Não será eficiente contra o coronavírus, mas, se houver sobrecarga dos serviços de saúde, é melhor que você não seja mais um a necessitar de atendimento.

Quem deve usar máscara especial?
• profissionais da área de saúde;
• pessoas com o coronavírus e quem tem contato com eles.

 

Fonte: Prefeitura Municipal Águas da Prata

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os Termos de Usuários, denuncie. Leia a Política de Privacidade para saber o que é impróprio ou ilegal.

Escreva um comentário...












Receba nossas novidades por e-mail

Siga-nos nas Redes Sociais



©2000-2020 Fleg
Todos os direitos reservados - Portal Guia São João.