São João da Boa Vista
MIN. 19 º C | MAX. 31 ºC
27/11/2018 | 18:00

ONG Viva São João perde ação contra Águas da Prata

Guia São João | Jornalismo

O Tribunal de Justiça de São Paulo entendeu que a prefeitura de Águas da Prata não cometeu irregularidades em relação à autorização da reforma no Grande Hotel Prata.

A Ong Viva São João tentou embargar a obra afirmando que o município teria diminuído a área de proteção envoltória do Hotel São Paulo, esse sim, tombado pelo Patrimônio Histórico, para facilitar a reforma do Grande Hotel Prata. “...soa desconexa com os fatos a alegação da autora de que a diminuição da zona envoltória se deu única e exclusivamente com a finalidade de derrubar a varanda do edifício...” 

ZONA ENVOLTÓRIA ERA MUITO EXTENSA 
A decisão cita a área envoltória de proteção do Hotel São Paulo de 30 metros como razoável diante dos 300 metros fixados anteriormente. “...afigura-se razoável, pois além de muito extensa, a anteriormente existente inviabilizava a realização de obras na praça. O momento é pertinente dada a oferta de financiamento para a obra que pode ser perdido, caso paralisada. A propósito, isto demonstra a ocorrência de possível dano reverso, ao impedir as obras que melhorem a cidade...”

COMDEPHICN NÃO TEM PODER DELIBERATIVO
A justiça entendeu ainda que a afirmação de que o COMDEPHICN não tem poder de intervenção neste assunto. “Ademais, não há que falar em ilegalidade notória no Decreto 2.675/2017 o COMDEPHICN - Conselho da Defesa do Patrimônio Histórico, Cultural e Natural de Águas da Prata, possui natureza consultiva. A agravada defende que a intervenção do Conselho é vinculativa e necessária, inclusive para a edição legislativa. Tais argumentos não merecem prosperar”.

ONG TENTOU IMPEDIR TAMBÉM A CONSTRUÇÃO DO BOULEVARD 
Na decisão, foi considerada improcedente ainda a alegação de que as obras na praça Basílio Ceschin, para a construção do Boulevard, seria também um prejuízo ao Patrimônio Histórico da cidade. A ONG tentou impedir também essa obra que certamente vai colocar Águas da Prata em um novo patamar no que se refere à atrativos turísticos, tendo em vista, a recente mudança de nomenclatura da área do Parque Municipal ( antigo Bosque ) o que viabiliza a vinda de recursos estaduais para serem investidos no local. “Nota-se que a Praça Basílio Ceschin se localiza razoavelmente distante do imóvel...”

PREFEITO COMEMORA DECISÃO
O prefeito Carlos Henrique comemorou a decisão. “Águas da Prata venceu essa batalha. O bem prevaleceu. Com apoio de pouquíssimos moradores de Águas da Prata, aqueles de sempre, que não querem ver o avanço da cidade, essa ONG tentou impedir a reforma do prédio e a instalação ali de uma clínica que, além de gerar empregos e recursos para o município, vai atrair novos visitantes. Quiseram ainda impedir que a gente construísse o Boulevard na Praça Basílio Ceschin, que todos sabem, é de suma importância para o turismo local, até porque já conseguimos verbas para isso. Ganhou Águas da Prata, ganhamos todos nós que queremos o melhor para a nossa cidade. A justiça foi feita. Vamos em frente, há muito ainda que se fazer para que Águas da Prata cresça com respeito ao meio ambiente, gerando empregos e melhorando a qualidade de vida dos pratenses. Estamos juntos para o bem do futuro da nossa cidade. Águas da Prata não vai ficar estagnada como querem algumas poucas pessoas. Isso não vamos permitir”, disse Carlos Henrique

Fonte: Prefeitura Municipal de Águas da Prata

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os Termos de Usuários, denuncie. Leia a Política de Privacidade para saber o que é impróprio ou ilegal.

Escreva um comentário...









Receba nossas novidades por e-mail

Siga-nos nas Redes Sociais



©2000-2018 Fleg e Webconn
Todos os direitos reservados - Portal Guia São João.