São João da Boa Vista
MIN. 21 º C | MAX. 32 ºC
24/07/2018 | 12:00

Narrador sanjoanense, Luis Roberto, é acusado de ter tomado bordão

Guia São João | Jornalismo

"Uma coisa que eu não admito é de injustiça na vida. O 'Sabe de Quem?' é um bordão que eu uso há mais de 30 anos. O Luis Roberto usou esse bordão, e jamais teve a humildade de dizer que copiou de mim", contou Callegares.

"Como profissional, considero o Luis um dos melhores do Brasil. Tivemos uma disputa na Baixada Santista pelo troféu Ernani Franco de Rádio como o melhor narrador esportivo da baixada santista. Na época ele estava pela Rádio Cultura e eu pela Rádio Atlântica que na época pertencia ao grupo A Tribuna. Ganhei a votação e fui eleito o melhor narrador esportivo da Baixada Santista. Nunca fomos amigos de sair juntos ou mesmo manter contatos. Mas sempre houve respeito. Mas fico triste com essa situação", relata o comunicador.

"Seria o mesmo que eu, sendo narrador da Globo, utilizasse um jargão do Osmar Santos que ainda estivesse em Marília dizendo 'Ripa na chulipa e pimba na gorduchinha'. E fizesse sucesso com isso. Seria honesto? Seria justo? Não me importo em usar o que é meu. Mas seja honesto em pelo menos dar o crédito de quem copiou. Isso é uma questão de honestidade, dignidade e justiça. Parabéns, Luis Roberto pelo seu trabalho. O sucessor legítimo do Galvão Bueno. Mas conforme palavras ditas pelo mestre dos mestres (Jesus Cristo), 'de Cesar o que é de Cesar'. O 'Sabe de Quem?' tem dono: Edson Callegares, o locutor que levanta a galera", conclui o radialista.

Consultada, a Comunicação da Globo se pronunciou sobre o assunto enviando a seguinte nota à coluna.

"O bordão 'sabe de quem?', do narrador Luis Roberto, nasceu em uma transmissão de vôlei. Depois de um ponto, o ex-jogador e comentarista Tande perguntou ao narrador: 'Sabe de quem?', para valorizar a boa atuação do oposto Wallace, a quem a frase até hoje é associada. A expressão fez sucesso e Luis Roberto passou a utilizá-la, tempos depois, também nas transmissões de futebol. Luis Roberto conhece Edson Callegares há muitos anos e foi lembrado por colegas da coincidência entre os bordões, já que Edson foi o primeiro a utilizar a expressão, em narrações de gols do Santos. Os dois inclusive já conversaram sobre o assunto e não há qualquer questão sobre o caso."

Edson Callegares, por sua vez, durante toda esta segunda-feira não atendeu ligações em seu celular.

*Colaborou José Carlos Nery

Fonte: Folha de São Paulo

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os Termos de Usuários, denuncie. Leia a Política de Privacidade para saber o que é impróprio ou ilegal.

Escreva um comentário...









Receba nossas novidades por e-mail

Siga-nos nas Redes Sociais



©2000-2018 Fleg e Webconn
Todos os direitos reservados - Portal Guia São João.