São João da Boa Vista
MIN. 15 º C | MAX. 23 ºC
29/07/2020 | 10:37

Habeas corpus evita sacrifício de cavalo em São João

Guia São João | Jornalismo

O cavalo Franco estava em isolamento por determinação judicial desde 2017, após exame de rotina dar positivo para doença infecciosa, mas dono desconfiou do resultado e fez outro na Alemanha.

Um cavalo manga larga ganhou habeas corpus, após o dono entrar na Justiça para impedir que ele fosse sacrificado por causa da suspeita de uma doença infecciosa, em São João da Boa Vista (SP).

Franco, que é companheiro de Felipe Hamilton Loureiro há 6 anos, estava em isolamento por determinação da Justiça desde 2017, após um exame de rotina dar positivo para môrmo - uma doença contagiosa, que provoca febre, nódulos nas mucosas nasais e que pode ser transmitida para outros animais e até para o ser humano.

A pedido da Fazenda Pública do Estado, o juiz Heitor Siqueira Pinheiro seguiu as normas sanitárias e determinou que Franco fosse sacrificado, mas Loureiro desconfiou do resultado do exame por se tratar de um animal saudável.

 

"Ele nunca teve nenhum sintoma, é um cavalo que é um atleta, cavalo de exposição, tem trabalho diário de bastante tempo e se ele tivesse alguma doença ele sentiria e não ia conseguir trabalhar", disse o dono do animal.

 

Exame na Alemanha

 

Justiça concede habeas corpus para evitar que cavalo fosse sacrificado em São João  - Foto: Reprodução EPTV

Leia mais na GLOBO.com

Fonte: Globo.com

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os Termos de Usuários, denuncie. Leia a Política de Privacidade para saber o que é impróprio ou ilegal.

Escreva um comentário...












Receba nossas novidades por e-mail

Siga-nos nas Redes Sociais



©2000-2020 Fleg
Todos os direitos reservados - Portal Guia São João.