São João da Boa Vista
MIN. 2 º C | MAX. 12 ºC
04/04/2022 | 07:46

Gravidez na adolescência

Unifae | Jornalismo

Através do projeto “Alices no país das feminices” da UNIFAE, as estudantes da Escola Estadual Prof. Francisco Dias Paschoal, em São João da Boa Vista, participaram de uma palestra sobre Sexualidade, cuidados e prevenção contra a gravidez na adolescência.

A palestra foi ministrada pela coordenadora do curso de Enfermagem, a Profa. Dra. Giovanna Vallim Jorgetto.

“Dentro desse projeto, que tem uma representatividade imensa, nós fizemos uma série de orientações sobre gênero, prevenção da gravidez na adolescência e infecções sexualmente transmissíveis, que são temas extremamente importantes para o início da puberdade para as adolescentes”.

Segundo a Vice-diretora da escola, Luciana Cristina de Oliveira, atividades como essa são de suma importância. “Muitas vezes, elas possuem dificuldades e dúvidas, mas não tem coragem de chegar até a gente e perguntar. Ou, muitas vezes, elas não conseguem formular as perguntas. Mas, com o pessoal da UNIFAE, elas se sentiram mais à vontade para perguntar”.

Durante a palestra, as participantes também tiveram acesso a informações relevantes sobre os índices de gravidez na adolescência. Nos últimos anos, embora tenha diminuído os índices, o Brasil ainda está acima da média mundial.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, reunidos pelo Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), são mais de 19 mil nascidos vivos por ano de mães com idade entre 10 a 14 anos.

ALICES NO PAÍS DAS FEMINICES – O projeto foi idealizado como medida de enfrentamento a uma triste realidade: Segundo o “Relatório Pobreza Menstrual no Brasil – Desigualdades e Violações de Direitos”, desenvolvido pelo Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) e pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), mais de 4 milhões de meninas não têm acesso a itens mínimos de cuidados menstruais nas escolas.

Dessa forma, ela visa a promoção de ações integradas e articuladas, entre órgãos públicos, sociedade civil e a iniciativa privada, destinadas a conscientização sobre a dignidade menstrual, promoção da atenção integral à saúde feminina, universalização do acesso a produtos de higiene menstrual e proposição de políticas públicas municipais voltadas a saúde e ao direito de meninas adolescentes em fase de menarca, sobretudo aquelas em situação de vulnerabilidade social.

Fonte: Unifae

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os Termos de Usuários, denuncie. Leia a Política de Privacidade para saber o que é impróprio ou ilegal.

Escreva um comentário...












Receba nossas novidades por e-mail

Siga-nos nas Redes Sociais



©2000-2022 Fleg
Todos os direitos reservados - Portal Guia São João.