São João da Boa Vista
MIN. 20 º C | MAX. 30 ºC
01/09/2017 | 16:33

Exposição "SER EU ELA" ganha encerramento especial

Guia São João | Jornalismo

No dia 9 de setembro, às 18h, a artista sanjoanense Re Maniassi encerra sua primeira exposição solo em São João da Boa Vista. A mostra “SER EU ELA”, que leva curadoria de Bruno Lazzari, ocupou a galeria do CLAC - Centro Livre de Arte e Cultura desde o dia 22 de julho, com iniciativa da aceleradora de cultura Mecenando, cujo intuito é promover e difundir as artes.

Sendo motivada por ideias e pelas infinitas possibilidades do universo artístico que nossa região proporciona, a artista teve a inspiração para encerrar a mostra – que já recebeu em torno de 250 visitantes – com um evento que mistura competências de três artistas de áreas distintas, como uma forma de oferecer uma experiência única e sensorial ao espectador.

Desta vez, os convidados poderão conferir as mais de 20 obras em exposição depois de tomar um dos dois drinks preparados exclusivamente para a mostra pelo mixologista Roberto Merlin. “Os drinks dialogam diretamente com os quadros. Nós visitamos a exposição juntos e apresentei ao Roberto as obras e meu processo criativo. Depois de uma semana mais ou menos, ele me mostrou o que havia criado”, conta Maniassi.

Apesar do desafio, o mixologista usou de grande sensibilidade para adentrar no universo da exposição e transpor os estímulos visuais em toques de sabores para o público. “Eu não queria ser tão literal, então eu pensei em mostrar como o estado de metamorfose, que é tão presente nessa montagem, ajuda a aflorar e aumentar a nossa percepção”, explica Merlin. “Os drinks também brincam com a delicadeza e o feminino, que são traços muito fortes no trabalho da Re”, pontua.

A proposta sensorial se completa com o consagrado músico sanjoanense Gustavo Mérida, que assina a trilha sonora do evento. Compondo um trio acústico de piano (Gustavo Merida), baixo (Rafael Pereira) e violino (Hector Theodoro), Merida selecionou um repertório também inspirado na mostra. “Quando surgiu o convite, perguntei para a Re o que ela gostava de ouvir e a resposta foi que nesse processo de criação, teve influência de muita música instrumental como jazz e clássica. Minha proposta é trazer para o evento um repertório baseado nesse processo”, conta o músico que decidiu batizar a formação de “Trio Lume”, homônimo a uma das obras.

Para a Mecenando o encerramento da mostra marca a continuação de um trabalho desenvolvido pela aceleradora, que busca cumprir a proposta de colocar projetos culturais em prática e possibilitar a transformação de indivíduos através das artes. “O sucesso da mostra envaidece. Solidifica o propósito de fomento cultural por intermédio de assessoria a artistas e projetos artísticos.”, reforça o fundador da aceleradora de cultura, José Magallhães Filho. “Em especial, a ‘SER EU ELA’ deixou sua marca a nos conduzir de modo distinto ao universo íntimo da artista Re Maniassi, já conhecido em suas ‘meninas’ espalhadas pela paisagem urbana. E o resultado foi emocionante e surpreendente. Tanto que culminou com a simbiose de outros artistas – e artes – sanjoanenses, cujo efeito será visto no encerramento. Ou a partir dele...” sugere.

Serviço:

CLAC – Centro Livre de Arte e Cultura

Praça Cel. Joaquim Cândido, 40, Centro – São João da Boa Vista/SP
Tel.: (19) 3623-2708
Encerramento: 09/09/2017, 18h00
Entrada Franca 

Sobre os artistas

Re Maniassi
Formada em Publicidade e Propaganda pela PUC-Campinas, com especialização em ilustração pelo IED, Re Maniasssi atua na área de comunicação visual desenvolvendo trabalhos no ramo do slowdesign e técnicas manuais. Natural de São João da Boa Vista (SP), iniciou as atividades de artista multimeios na capital, quando foi inspirada pela efervescência e disseminação do grafite e das intervenções urbanas. 

Depois de dez anos fora, em 2012, Renata voltou a viver em sua cidade natal. Conhecida em São João por seus grafites, participou da X Semana Fernando Furlanetto, pintando um mural na Av. Rodrigues Alves, que a fez entrar para a lista das trinta melhores artistas de streetart do Brasil.  

Roberto Merlin
Nascido e criado em São João da Boa Vista, aos 17 anos se encantou pelo universo de alimentos e bebidas. Foi pra São Paulo em busca de conhecimento e experiência, atuando em diferentes redes hoteleiras durante o Bacharelado em Hospitalidade. Após a graduação, trabalhou em bares, fez cervejas e vinhos caseiros, gerenciou as operações de uma Galeria de Arte, e, de volta para São João passou uma temporada no gastronômico O Leão Vermelho.

Na soma das competências, descobriu um prazer imensurável em produzir seus próprios ingredientes na confecção de coquetéis. Foi aí que veio ao mundo o projeto Drinks Nos Trinks!. Com o propósito de fornecer experiências únicas com sabores e aromas exclusivos, Merlin usa ingredientes nacionais, tem o foco na boa cachaça de alambique e utiliza muitas vezes técnicas antigas e conhecimento ancestral.

Gustavo Mérida

Diretor Executivo do Espaço Merida e Maestro da Orquestra Presbiteriana, com o Projeto Som do Céu.

Como compositor, arranjador e multi instrumentista, possui alguns títulos e premiações dos maiores festivais de musica do Brasil como o Femup (Avaré), da América Latina com Painel Instrumental (Tatuí), bem como na Europa,com o SommerFest no Europaisches Musik Institut Wien e o Universität für Musik und darstellende Kunst Wien, ambos em Viena.

Como pianista integra a jazz sinfônica de São João da Boa Vista. Em seu trabalho global solo, atuou na Áustria, Alemanha e Eslováquia.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os Termos de Usuários, denuncie. Leia a Política de Privacidade para saber o que é impróprio ou ilegal.

Escreva um comentário...









Receba nossas novidades por e-mail

Siga-nos nas Redes Sociais



©2000-2018 Fleg e Webconn
Todos os direitos reservados - Portal Guia São João.