São João da Boa Vista
MIN. 17 º C | MAX. 29 ºC
25/05/2016 | 00:00

Edificações pratenses históricas tombadas pelo COMDEPHICN

Jornal O Município | O Município

Em reunião realizada na prefeitura de Águas da Prata, no dia 19 de maio, último, pelo COMDEPHICN-Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico Cultural daquela estância hidromineral, a maioria dos conselheiros aprovou o inventário sobre o patrimônio 'São Paulo Hotel', bem como do patrimônio 'Pharmacia Santana'.

"Este relevante documento, elaborado pela professora e arquiteta Paula Maria Magalhães Teixeira junto a sua equipe, dará suporte ao decreto do tombamento de ambos imóveis, os quais retêm todo um conjunto de informações históricas relevantes além da ímpar beleza arquitetônica", aplaude Luciana Cristina, secretária de Turismo e Cultura da estância.

De acordo com ela, foram três anos de trabalho realizado por uma equipe unida em prol dessa conservação da memória histórica/turística/cultural do município de Águas da Prata. "Após inúmeros obstáculos transpostos, eis o resultado que se perpetuará por muitas gerações vindouras", afirma.

R$ 4,5 MILHÕES

Hoje, o Hotel São Paulo é de propriedade de Adalberto Almeida que, a partir da comunicação oficial do tombamento do prédio e da assinatura do decreto municipal pelo prefeito Samuel da Silva Binati, deverá manter aquele patrimônio como está, ficando impedido de derrubá-lo ou de promover quaisquer mudanças em sua arquitetura.

"Minha preocupação com o atual proprietário, é que ele não pertence ao ramo hoteleiro", declara Luís Augusto Dezena Torres, o Luti, chefe de gabinete pratense. "Eu não sei, ainda, se ele tem essa visão empreendedora de realizar no hotel as reformas necessárias para que ele volte a funcionar como antes", completa. Luti sugere que o proprietário, quem sabe, providenciasse uma parceria com alguém do ramo hoteleiro para isso.

Ao ser questionado se a municipalidade teria interesse na compra do Hotel São Paulo (hoje, avaliado em R$ 4,5 milhões), Luti informa que a prefeitura não tem condições de adquiri-lo. E mais: aquele imóvel registra uma grande dívida de IPTU, que teria que ser dividida com o proprietário anterior do prédio ou que o dono atual a assuma por inteiro.

"Nós sabemos que Adalberto tem condições financeiras de arcar com essa recuperação", aponta o chefe de gabinete. "Nós não realizamos o tombamento de um prédio cujo dono não tivesse condições de recuperá-lo; o mesmo se deu com a Pharmácia Sant'Ana" (reportagem a ser divulgada em breve, aqui no O MUNICIPIO).

De acordo com ele, além da evidente importância histórica do Hotel São Paulo, outro aspecto que se destaca é turístico: "Aquele prédio, na situação em que se encontra hoje, depõe contra a cidade", alerta o chefe de gabinete. "Todos os viajantes que passam nas proximidades da estação ferroviária, em direção ao sul de Minas Gerais, veem aquele prédio caindo podem imaginar que a cidade também está em abandono... o que não é a realidade", preocupa-se.

Considerado o principal 'cartão postal' do município em tempos anteriores, além da volta do seu funcionamento para atrair novos turistas, com o visual renovado o Hotel São Paulo "poderia influenciar positivamente na autoestima do próprio pratense", finaliza.

LOBATO

O tombamento do Hotel São Paulo é apenas um dos muitos aspectos que esta história apresenta. O jornal O MUNICIPIO prepara reportagens, que serão futuramente publicadas, pondo luz sobre sua arquitetura, suas condições atuais de recuperação e, principalmente, sua apaixonante história de criação.

Historiadores apontam, inclusive, a sua importância em acontecimentos no Estado de São Paulo, Minas Gerais e no Brasil. Conta-se, até, que o escritor brasileiro Monteiro Lobato passava nele suas estações de veraneio. E que o poeta Guilherme de Almeida teria dedicado a Aguas da Prata um inspirado soneto.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os Termos de Usuários, denuncie. Leia a Política de Privacidade para saber o que é impróprio ou ilegal.

Escreva um comentário...









Receba nossas novidades por e-mail

Siga-nos nas Redes Sociais



©2000-2020 Fleg
Todos os direitos reservados - Portal Guia São João.