São João da Boa Vista
MIN. 14 º C | MAX. 24 ºC
21/01/2022 | 08:00

Dom Vilar é nomeado Bispo de São José do Rio Preto

Gazeta de São João | Jornalismo

O Papa Francisco nomeou dom Antônio Emídio Vilar como novo bispo da diocese de São José do Rio Preto (SP). Até então bispo de São João da Boa Vista (SP), dom Vilar assume a Igreja particular que tem sido pastoreada pelo administrador apostólico, dom Moacir Silva, arcebispo de Ribeirão Preto.

Dom Antônio Emídio Vilar nasceu no dia 14 de novembro de 1957, em Guardinha, distrito do município de São Sebastião do Paraíso . É religioso salesiano desde 1976, foi ordenado presbítero em 1986 e é bispo desde 2008. Seu lema é “Animan pro Ovibus” (A vida pelas ovelhas (Jo 10,11))

Na Congregação Salesiana de Dom Bosco, atuou em diversas funções como na coordenação de estudos e professor em Pindamonhangaba (1986) e em Lorena, onde atuou na área da Filosofia (1987 a 1989). Também foi diretor do aspirantado, em Pindamonhangaba (1990). De 1991 a 1993, coordenou os estudos e lecionou no Centro Universitário Salesiano (Unisal Pio XI), em São Paulo (SP), onde, de 1994 a 1998, foi também diretor.

De 1999 a 2007 foi mestre de noviços em São Carlos. E, de 2002 a 2007, concomitantemente foi também diretor da obra ‘Salesianos São Carlos’. Em 2008 foi pároco da Paróquia N. S. Auxiliadora e diretor do Instituto Dom Bosco, em São Paulo.

Dom Vilar também atuou como juiz do Tribunal Eclesiástico de Aparecida (1987 – 2008); foi membro da Sociedade de Teologia e Ciências da Religião (Soter), de 1991 a 1998; e membro do Conselho de presbíteros na diocese de São Carlos (2006-2007).

Em 23 de julho de 2008, foi nomeado bispo da diocese de São Luiz de Cáceres (MT). A ordenação foi no dia 27 de setembro daquele ano, no Santuário Nossa Senhora Auxiliadora, no Bom Retiro, em São Paulo.

Em 28 de setembro de 2016, uma nova missão confiada pela Igreja. Foi nomeado bispo da diocese de São João da Boa Vista, da qual está à frente até o momento. A posse como o quinto bispo da Igreja Particular foi no dia 20 de novembro do mesmo ano.

Dom Vilar atuou no Regional Oeste 2 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) como referencial da Juventude, da Liturgia, do Centro de estudos de filosofia e de teologia (Sedac) e do Tribunal Eclesiástico.

De 2011 a 2019, foi membro da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB.

Atualmente, no Regional Sul 1 da Conferência, é bispo referencial da Juventude do Regional Sul 1 da CNBB até 2022.

 

SAUDAÇÃO DA CNBB

"Estimado irmão, dom Antônio Emídio Vilar,

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) acolhe, com alegria, a sua nomeação como bispo da Diocese de São José do Rio Preto (SP). Transmitimos votos para um frutuoso trabalho na nova missão, na esteira de sua doação e serviço em São Luiz de Cáceres (MT) e São João da Boa Vista (SP).

Unimo-nos ao povo de Deus na diocese de São José do Rio Preto para agradecer pelo zelo apostólico do Santo Padre o Papa Francisco e pela condução de Dom Moacir Silva nos últimos meses.

À luz da mensagem do Papa para o Dia Mundial das Missões do ano passado, partilhamos essa motivação para uma necessidade que nos interpela no mundo atual: levar a esperança evangélica:

“Como os apóstolos que viram, ouviram e tocaram a salvação de Jesus (cf. 1 Jo 1, 1-4), também nós, hoje, podemos tocar a carne sofredora e gloriosa de Cristo na história de cada dia e encontrar coragem para partilhar com todos um destino de esperança, esse traço indubitável que provém de saber que estamos acompanhados pelo Senhor.”

Rogamos para o seu pastoreio e ministério episcopal a proteção de Nossa Senhora, cujo Imaculado Coração triunfará.

Em Cristo,

Assinam da nota: Dom Walmor Oliveira de Azevedo

Arcebispo de Belo Horizonte (MG), Presidente da CNBB; Dom Jaime Spengler, Arcebispo de Porto Alegre (RS), Primeiro Vice-Presidente da CNBB; Dom Mário Antônio da Silva, Bispo de Roraima (RR), Segundo Vice-Presidente da CNBB; Dom Joel Portella Amado, Bispo auxiliar da arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro (RJ), Secretário-geral da CNBB .

 

MENSAGEM DE DOM VILAR

“Caros irmãos e irmãs,

Hoje, dia 19 de janeiro, foi publicada a minha nomeação como bispo de São José do Rio Preto. A nunciatura me fez esta comunicação, sob sigilo, há um mês, no fim do retiro que preguei aos salesianos, na Chapada dos Guimarães, MT. Nesse contexto, revi a minha vida: o nascimento de alto risco, o berço pobre, mas digno e cheio de fé e partilha, a educação e formação salesiana, as provações na saúde, no estudo, no relacionamento, nas missões assumidas como salesiano e como bispo… Por tudo dou graças a Deus, pois cada situação me ensinou muito e a cada passo, senti a mão do Senhor me sustentando.

Diante do novo desafio, lembro Dom Bosco que dizia, ‘um desejo do Papa é para nós uma ordem’. Assim, acolho o pedido do Papa Francisco. Há treze anos, quando fui nomeado bispo, já dizia: ‘O mesmo Deus que nos escolhe, nos faz fiéis até o fim’. Não há porque temer o que virá, se é Deus que o quer. Ele é o Senhor, e nós somos seus servos. Cabe-me agora dispor-me a trabalhar como um simples operário em sua vinha, disposto ao que Ele quiser. Para que eu seja fiel ao meu ‘sim’, peço as orações de todos.

Dou graças a Deus pelo que aprendi na Diocese de São João da Boa Vista. Dela destaco a cultura vocacional plantada pelo Servo de Deus Tomás Vaquero e levada adiante com tantos frutos na vida sacerdotal, religiosa, consagrada e leiga. Edifico-me com seu clero zeloso e fraterno, numeroso e qualificado. Encanto-me com seus seminaristas e vocacionados dóceis ao chamado do Senhor no serviço da Igreja. Aprecio os religiosos e religiosas fiéis testemunhas da opção por Deus e seu Reino de Amor. Maravilho-me dos vários e atuantes movimentos eclesiais que edificam esta Igreja Particular.

Admiro-me das Novas Comunidades, expressões renovadas de consagração e missão. Aplaudo seus leigos e leigas, verdadeiros – ‘sal da terra e luz do mundo’ – vivendo no amor e na fé. Agradeço a todos pela comunhão na missão e pela boa resposta sinodal demonstrada no Plano Pastoral, nos Anos do Laicato, da Juventude, da Família e, agora, no Ano Sócio Transformador.

Enfim, a rica experiência que vivi na Diocese tem a sua máxima expressão na comunhão dos santos que a Igreja propõe hoje como nossos modelos e intercessores: o Beato Donizetti – apóstolo da acolhida, o Venerável Roberto Giovanni, e os Servos de Deus Tomás Vaquero – apóstolo das vocações, Lurdinha Fontão e Padre Matheus.

Eu estarei aqui em São João, cumprindo a agenda da Diocese até o dia 17 de março.

A data de minha posse na Diocese de São José do Rio Preto será dia 19 de março.

Nesse dia 10 de março, a Diocese de São João começa um período de ‘sede vacante’ que terá à sua frente um administrador diocesano a ser escolhido pelo Colégio de Consultores.

Rezem por mim! Confio em suas orações!

O meu abraço a todos! E que Deus os abençoe!”

Fonte: Gazeta de São João

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os Termos de Usuários, denuncie. Leia a Política de Privacidade para saber o que é impróprio ou ilegal.

Escreva um comentário...












Receba nossas novidades por e-mail

Siga-nos nas Redes Sociais



©2000-2022 Fleg
Todos os direitos reservados - Portal Guia São João.