São João da Boa Vista
MIN. 16 º C | MAX. 30 ºC
02/01/2019 | 13:00

Como doar 6% do IR para as entidades de São João

Guia São João | Jornalismo

Incentivo fiscal pode trazer até R$2,5 milhões para entidades sociais de São João

Poucos sabem, mas a legislação permite a destinação de 6% do imposto de renda para o Fundo Municipal da Criança e do Adolescente de São João.

E isso vale também para quem tem imposto a restituir.

Segundo informações da Receita Federal, se todos os 6.042 declarantes da cidade destinassem 6% do seus IR para o Fundo Municipal, as entidades inscritas receberiam R$2.554,248,00 (dados de 2016). Isso sem contar as empresas tributadas pelo lucro real, que podem destinar 1% do IR.

No ano passado, apenas 1,26% deste valor chegou às entidades, ou seja, apenas R$32 mil foram destinados. 

Como mudar este quadro? É preciso um pouco de boa vontade apenas!

O contribuinte deve calcular aproximadamente 6% do IR que pagará em 2018 e fazer o depósito na conta do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Depois, enviar o comprovante para o email cmdca@cmdcasj.com.br e na declaração do ano que vem, lançar este valor no campo específico para que ele seja deduzido do IR a pagar.

Importante: o depósito deve ser feito até o último dia de expediente bancário deste ano. 

Site do CMDCA tem todas as informações 

Para incentivar estas destinações, o CMDCA criou um site (www.cmdcasj.com.br) no qual os contribuintes, contadores, empresários e população em geral podem ter todas as informações sobre o incentivo fiscal, além de conhecer quem são e o que fazem as entidades inscritas no CMDCA.

Em breve, o site também disponibilizará o boleto bancário para que o contribuinte e as empresas possam fazer suas destinações de forma muito mais prática e ágil. “Nosso objetivo é facilitar a vida do contribuinte, dar informação e transparência para que ele saiba onde será aplicado cada centavo arrecado com o incentivo fiscal”, disse a presidente do CMDCA, Imaculada da Conceição G. Camargo.

O site também possui um simulador da própria Receita Federal no qual o contribuinte poderá simular, com base na sua última declaração, qual o valor possível de destinar. Não é doação, mas destinação A presidente do CMDCA lembra que este valor não é um recurso a mais que sai do bolso do contribuinte. “Não é um dinheiro extra. Vai ser pago de qualquer jeito. Então é só ter um pouco de organização e estes recursos podem ficar em São João e ajudar as crianças e adolescentes que precisam de assistência”, comenta. Para ela, os contadores são peças-chave para esta campanha, uma vez que têm a confiança de seus clientes e o conhecimento técnico para efetivar as doações.

Fonte: ACE São João

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os Termos de Usuários, denuncie. Leia a Política de Privacidade para saber o que é impróprio ou ilegal.

Escreva um comentário...









Receba nossas novidades por e-mail

Siga-nos nas Redes Sociais



©2000-2019 Fleg e Webconn
Todos os direitos reservados - Portal Guia São João.