São João da Boa Vista
MIN. 21 º C | MAX. 29 ºC
18/01/2018 | 15:52

Comissão ouve testemunhas no caso do vereador Betti

Gazeta de São João | Jornalismo

Na manhã de terça-feira, dia 16, a Comissão nomeada pelo vereador Gerson Araújo, Presidente da Câmara Municipal, para apurar denúncias de uma funcionária pública municipal contra o vereador Betti, esteve reunida para ouvir as testemunhas arroladas.

A Comissão é presidida pela vereadora Patrícia Maria Maglhães Teixeirra Mollo, que ao final dos trabalhos marcou nova reunião para o dia 31 de janeiro, quando serão ouvidas outras testemunhas indicadas pelo vereador Betti.

 

Gislaine Reis, enfermeira da Unidade de Saúde localizada na Avenida Dr. Oscar Pirajá Martins, protocolou na Câmara Municipal e no Ministério Público, denúncia que Betti foi até o posto com uma paciente exigindo que as funcionárias fornecessem uma guia de exame médico de alta complexidade. Diante da negativa, pois o pedido só pode ser preenchido por um médico, o vereador Betti teria ofendido as funcionárias, de modo mais ofensivo a enfermeira Gislaine Reis, e ainda exigiu e acabou sendo atendido, que a paciente que o acompanhasse passasse por consulta médica naquele momento.

 

Como as consultas são pré agendadas, a conduta de Betti é a chamada popularmente como fura-fila. O vereador foi então encaminhado a presença de um dos médicos que atendiam pacientes naquele momento, e conseguiu a prescrição do exame que pedia para sua acompanhante.

 

O interessante é que o exame que Betti pediu para sua acompanhante, de alta complexidade, precisa também ser agendado e demora meses para que o pedido seja liberado. No caso da mulher que Betti pedia para ser favorecida, o exame foi realizado em prazo relativamente curto.

 

PRAZO

 

A Comissão da Câmara Municipal tem prazo para examinar as provas, ouvir as testemunhas e fazer um relatório final. Interessante é que na reunião de terça-feira, testemunhas arroladas por Betti apontaram outras pessoas que teriam confirmado a realização do exame em prazo curto, não normal no sistema público de saúde, ligadas ao presidente do Hospital Regional de Divinolândia.

 

Isto pode significar que o vereador Betti além de "furar fila" na lista de consultas da Unidade de Saúde, também conseguiu "furar fila" na lista de agendamento de exames de alta complexidade na rede estadual.

 

A apuração da Câmara Municipal é muito importante, pois pode apontar para ´esquemas´ de favorecimento em consultas e exames do SUS que favorecem algumas pessoas em detrimento da maioria.

Fonte: Gazeta de São João

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os Termos de Usuários, denuncie. Leia a Política de Privacidade para saber o que é impróprio ou ilegal.

Escreva um comentário...









Receba nossas novidades por e-mail

Siga-nos nas Redes Sociais



©2000-2018 Fleg e Webconn
Todos os direitos reservados - Portal Guia São João.