São João da Boa Vista
MIN. 8 º C | MAX. 26 ºC
22/06/2016 | 00:00

Comissão debate 'caso João Henrique'

Jornal O Município | O Município

O 'caso João Henrique' pode ter uma importante definição na manhã desta quinta-feira (23), quando o Conselho de Ética da Câmara Municipal se reúne para avaliar quais procedimentos serão adotados para a situação.

No encontro será definida a abertura ou não de um processo de apuração das denúncias de João Henrique (PSD) contra o vereador Claudinho (PMDB).

A apuração é um pedido feito pelo próprio vereador Claudinho por meio de uma representação apresentada no Legislativo. Inconformado com as denúncias feitas por João Henrique de que estaria cometendo irregularidades por também ser funcionário público, ele quer um posicionamento do Conselho de Ética para que o caso seja esclarecido.

PRODEDIMENTOS

Relator do processo, o vereador Marco Mixirica (PC do B) explicou, em entrevista ao O MUNICIPIO, que durante a reunião do Conselho será apresentado o relatório feito por ele se posicionando quanto à representação de Claudinho contra a denúncia de João Henrique.

"Tudo teve início com representação feita por Gérson e outros três vereadores contra as denúncias de João Henrique, mas, como não havia fatos e apenas um pedido de apuração, não acatei. Posteriormente, Claudinho entrou individualmente exibindo fatos quanto às acusações e este caso está sendo avaliado. O relatório vai ser apresentado na quinta", descreveu Marco Mixirica, que não quis revelar o teor do relatório.

Caso, no relatório, o pedido de Claudinho seja acatado, um processo de apuração das denúncias pode ser instaurado.

"O relatório vai ser submetido ao plenário e serão os vereadores quem vão decidir quanto à abertura do processo de apuração ou não", esclareceu.

POSSÍVEIS PENALIDADES

Se a partir do relatório de Marco Mixirica os vereadores decidirem pela abertura da apuração e, nela, seja apontada que as denúncias não procedem, João Henrique pode estar sujeito a diversas penalidades. Todas elas impostas também pelo plenário da Câmara Municipal.

"O procedimento vai apurar, caso seja aberto, se João Henrique faltou com a ética ou com o decoro. A pena avaliada pelos próprios vereadores pode ser de uma simples advertência ou, até mesmo, a perda de mandato", revelou.

O CASO

No meio do mês passado, uma série de denúncias feitas pelo vereador João Henrique ao Ministério Público se tornaram públicas.

Dentre as acusações levadas ao MP pelo edil estavam as de possíveis irregularidades em ações praticadas pela Prefeitura de São João, departamentos municipais e convênios entre administração pública e entidades da cidade.

Os companheiros de Legislativo Gerson Araújo (PMDB), José Eduardo dos Reis (PSB) e Reberson Menezes (PV), além de Claudinho, também estavam entre os denunciados por João Henrique pelo mesmo motivo.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os Termos de Usuários, denuncie. Leia a Política de Privacidade para saber o que é impróprio ou ilegal.

Escreva um comentário...












Receba nossas novidades por e-mail

Siga-nos nas Redes Sociais



©2000-2021 Fleg
Todos os direitos reservados - Portal Guia São João.