São João da Boa Vista
MIN. 6 º C | MAX. 21 ºC
15/03/2020 | 09:00

Cheque especial: saiba o que é e o que mudou

Guia São João | Jornalismo

Já estão valendo as novas regras do cheque especial, que impede os bancos de cobrarem juros maiores do que 8% ao mês. Outra mudança é que os correntistas com limite de cheque especial acima de R$ 500 poderão ser cobrados, todo mês, por uma tarifa de 0,25% sobre o valor que ultrapassar os R$ 500, independentemente se usaram o não a quantia à sua disposição.

A Associação Comercial, juntamente com a Boa Vista SCPC, explica abaixo o que é o cheque especial e todos os detalhes destas mudanças. Leia e fique por dentro!

O que é o cheque especial?
O cheque especial é um valor que os bancos disponibilizam aos clientes para que usem em situações de emergência, quando o saldo da conta não é suficiente para pagar alguma despesa. Por ser uma espécie de empréstimo pré-aprovado, ou seja, não exigindo que você passe por uma análise de crédito, os bancos cobram taxas de juros bem altas, uma das maiores do mercado.

Apesar de ser uma alternativa para um momento de aperto, o cheque especial pode se tornar um vilão do orçamento doméstico se usado sem planejamento, o que infelizmente acontece com muitos consumidores.

Nova tarifa
A nova tarifa de 0,25% sobre o limite do cheque especial passou a valer em 6 de janeiro e vale para as contas correntes abertas a partir desta data.

Ela será descontada mensalmente da sua conta corrente do seu limite que ultrapassar R$ 500, tendo ou não usado o valor.

Por exemplo, quem tem cheque especial de R$ 1 mil, até R$ 500 estará isento, pagando os 0,25% sobre os outros R$ 500.

Quem já tem limite de cheque especial
Quem já tinha conta corrente com limite de cheque especial antes de 6 de janeiro só poderá ser cobrado pela nova tarifa a partir de 1º de junho.

Para fugir da nova tarifa

Você pode ficar livre da nova tarifa pedindo ao banco que diminua o limite do seu cheque especial para R$ 500 antes de 1º de junho, caso já tenha conta corrente.

Se estiver abrindo agora uma conta com direito a cheque especial e não queira pagar esta tarifa, peça para que o valor não ultrapasse os R$ 500.

+ Dicas para quem quer sair do vermelho

Bancos isentam correntistas
Os bancos podem ou não cobrar esta tarifa de 0,25%, e alguns já anunciaram que, por enquanto, não farão a cobrança da nova taxa. Mas esta decisão pode ser alterada, conforme informações dos próprios bancos.

Portanto, antes de decidir pedir a redução do valor de seu cheque especial ou de abrir uma conta corrente com direito a cheque especial, verifique com seu banco se ele irá cobrar a nova tarifa.

Fonte: Ace São João

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os Termos de Usuários, denuncie. Leia a Política de Privacidade para saber o que é impróprio ou ilegal.

Escreva um comentário...









Receba nossas novidades por e-mail

Siga-nos nas Redes Sociais



©2000-2020 Fleg
Todos os direitos reservados - Portal Guia São João.