São João da Boa Vista
MIN. 21 º C | MAX. 30 ºC
10/02/2017 | 11:21

Carnaval: Escolas não reuniram documentos exigidos por nova lei

Guia São João | Jornalismo

Os desfiles das escolas de samba de São João não devem ser realizados neste ano. Por conta de uma nova lei, o repasse da verba ficou burocrático e as escolas não conseguiram reunir os documentos a tempo. As escolas estão se organizando para ver se conseguem fazer um desfile com o material que sobrou do ano passado, mas isso ainda não foi definido.

Nova lei
A verba de R$ 15 mil para cada uma das escolas era para pagar as despesas com fantasias e carros alegóricos. Uma lei federal que passou a valer no mês passado regula a transferência de dinheiro público a entidades sem fins lucrativos, como escolas de samba.

Se as escolas tivessem se adequado ao chamamento a verba de R$ 15 mil para cada escola estava garantido no orçamento"

Hélio Correa Fonseca,diretor de Cultura e Turismo

“O repasse antigamente era feito através de uma lei municipal, onde o prefeito enviava uma lei para a Câmara solicitando a fazer um convênio com a escola. Hoje não é permitido mais convênio, só pode ser feito em obediência da lei federal em vigência desde 1º de janeiro deste ano”, afirmou o diretor de Cultura e Turismo, Hélio Correa Fonseca.

A verba está garantida no orçamento deste ano, mas para ser liberada é preciso apresentar à prefeitura uma documentação detalhada comprovando que a instituição funciona de acordo com a lei. “Se as escolas tivessem se adequado ao chamamento a verba de R$ 15 mil para cada escola estava garantido no orçamento”, disse Fonseca.

 

Sem tempo
O presidente da escola de samba Mocidade Unidos da Vila, Paulinho da Mocidade, diz que a documentação está sendo providenciada, mas não haverá tempo de preparar o desfile, que contaria com 500 integrantes. “É uma documentação muito demorada, para o carnaval deste ano não dá mais tempo. Essa lei do chamamento veio muito em cima da hora”, lamentou.

Os integrantes da escola de samba Unidos do Novo Império também contavam com o dinheiro para pagar os profissionais que fazem as fantasias e os carros alegóricos. “A gente não esperava por essa nova lei, então as pessoas ficaram meio chateadas mesmo em relação ao carnaval 2017”, disse o vice-presidente da Unidos do Novo Império, Wellington Ambrosio.

Fonte: Globo.com

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os Termos de Usuários, denuncie. Leia a Política de Privacidade para saber o que é impróprio ou ilegal.

Escreva um comentário...









Receba nossas novidades por e-mail

Siga-nos nas Redes Sociais



©2000-2018 Fleg e Webconn
Todos os direitos reservados - Portal Guia São João.