São João da Boa Vista
MIN. 17 º C | MAX. 28 ºC
04/06/2016 | 00:00

Autoridades querem fim dos problemas na segurança pública

Jornal O Município | O Município

A falta de efetivo nas policiais Militar e Civil de São João da Boa Vista, mesmo não sendo oficializada por comandantes de ambas corporações, é um problema que ocorre na cidade há alguns anos.

O assunto tem sido abordado pelo vereador Gerson Araújo (PMDB) durante sessões do Legislativo sanjoanense e foi confirmada pelo promotor de Justiça Nelson de Barros O'Reilly Filho.

POLÍCIA CIVIL

Há alguns anos, assim como o vereador revelou ao O MUNICIPIO, existiam seis delegacias em São João da Boa Vista e um total de mais de 80 policiais civis para a realização dos trabalhos.

Atualmente, ainda segundo ele, há uma delegacia e menos de 20 policiais civil "revezando plantões atrás de plantões sem o devido e necessário descanso". "Nunca se trabalhou e prendeu tanto em São João, mas é humanamente impossível esses policiais fazerem seu expediente, entregar as intimações e fazer seus plantões", comentou Gerson.

O promotor Nelson, além de confirmar a falta de "material humano" e ressaltar o desdobramento dos profissionais para darem conta do trabalho, revelou que os policiais civis atuam em ambiente "improvisado".

"Tudo falta, inclusive trabalham num ambiente insalubre, necessitando que tivessem prédio próprio, especialmente projetado aos seus serviços, e não da forma improvisada que se vê. A Polícia Civil local ainda sobrevive mercê da boa gestão do Delegado Seccional e empenho de todos os seus servidores", disse o promotor, que relembrou a morte do delegado Márcio Azarias, há menos de um mês, enquanto praticava Jiu-Jitsu.

"Há muito que venho dizendo que os policiais sanjoanenses, em especial os da Polícia Civil, não estão apenas cansados: estão ficando doentes. Deu no que deu. Os policiais só lidam com problemas e têm que lidar com as pontas disso: criminosos e vítimas. O delegado Marcio, assim como os demais, estava extremamente sobrecarregado. Desenvolvia um ótimo serviço e não deixava pela metade. Não tenho dúvida que isso contribuiu ou foi decisivo para aquele lamentável evento", lamentou Nelson.

Com a morte de Márcio Azarias, a delegacia da Polícia Civil sanjoanense possui agora apenas um delegado titular.

POLÍCIA MILITAR

Se tratando de Polícia Militar a queda no efetivo também ocorreu. Segundo apurou a reportagem, o número de policiais na cidade caiu para a metade do que era há dez anos.

"Eu estou em São João há mais de 25 anos. O número de policiais despencou, seja em relação à Polícia Civil, à Polícia Militar, Instituto de Criminalística ou IML, ao passo que a população aumentou e a criminalidade disparou. É inadmissível que os ditos técnicos da Segurança Pública venham com critérios que indiquem que São João está com o pessoal suficiente: não adianta querer ser mais realista que o rei ou dizer que os quadros estão completos, porque nesta hipótese simplesmente diminuíram o quadro. Vai ficar assim: quem sair por último apague a luz", pontuou o promotor.

SOLUÇÃO

Para que esta situação mude e a cidade passe a ter o número correto de efetivo nas polícias, é necessária, assim como ressalta o promotor de Justiça, imediata reposição do pessoal. "Não pode haver um hiato tão grande na inclusão de policiais", frisou.

Gerson Araújo ressalta que vem tentando acabar de maneira imediata com a falta de efetivo, mas não tem sido ouvido pelas autoridades.

"Já tentei por diversas vezes reuniões com o antigo e agora com o atual Secretário de Segurança Pública, mas não fui atendido. Vou continuar insistindo. Tanto ele, quanto o governador Geraldo Alckmin precisam nos ouvir e não vou parar até o problema acabar", garantiu ele.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os Termos de Usuários, denuncie. Leia a Política de Privacidade para saber o que é impróprio ou ilegal.

Escreva um comentário...







Outras Notícias



Receba nossas novidades por e-mail

Siga-nos nas Redes Sociais



©2000-2020 Fleg
Todos os direitos reservados - Portal Guia São João.