São João da Boa Vista
MIN. 10 º C | MAX. 26 ºC
08/06/2016 | 00:00

Audiências do Plano Diretor têm início

Jornal O Município | O Município

Há pouco mais de um mês, o Plano Diretor foi apresentado à população sanjoanense no Theatro Municipal e, após ter todas as leis que garantem a realização do mesmo desenvolvidas, ele passará por revisão, em audiências públicas, antes de ser enviado à Câmara Municipal.

Denominado 'São João 2050', o projeto que prevê o crescimento da cidade para os próximos 34 anos levou quase um ano e meio, entre pesquisas e estudos, para ser finalizado.

E agora, após todo este processo, três audiências públicas serão realizadas, entre esta quarta-feira (8) e sexta-feira (10), para revisar o projeto. Depois disso, a previsão é que ele seja enviado para análise dos vereadores na primeira semana de agosto e, caso aprovado, começa a moldar o desenvolvimento de São João da Boa Vista.

"Tudo foi construído com base nas sugestões que chegaram por meio da população. Não é algo imposto pela prefeitura, mas sim algo feito com base no que a população quis", destacou a diretora de Planejamento da prefeitura, Amélia Queiroz, que foi uma das responsáveis por encabeçar o desenvolvimento do projeto.

NOVAS SUGESTÕES

Assim como Amélia Queiroz explica, as audiências são um procedimento normal, em que novas propostas podem ser feitas pela população e para que, também, novas opiniões e sugestões possam ser expostas.

"É importante que a população vá até essas reuniões, mas, quem não conseguir ir às audiências e mesmo assim tiver contribuições, pode entregar até o dia 30 de junho. Depois disso, o corpo técnico da prefeitura vai analisar durante, o mês de julho, tudo de novo que chegar e, aí sim, fará a proposta final do que considera ideal para a cidade, com base em tudo que foi proposto", descreveu a diretora.

Depois das modificações serem feitas, Amélia Queiroz aponta que a expectativa é de o projeto chegar à Câmara Municipal, para avaliação dos vereadores, na primeira semana de agosto.

SEM DESAPROPRIAÇÃO

Uma das dúvidas que tem surgido antes da realização das audiências públicas é quanto às novas áreas para construção de residências populares.

Ao invés de levar estes tipos de habitação para locais distantes do centro de São João, o Plano Diretor, com base no 'São João 2050', projeta estas casas em espaços já existentes dentro da cidade.

Para que isso seja feito, a diretora de Planejamento esclarece que não será feita desapropriação de terras. "O que existem são áreas em que foram propostas instalações de residências populares. Mas não vão ser desapropriadas. O que vamos fazer é propor ao proprietário que se faça isso, pois na área é avaliado que existem estruturas de serviços boas para a popilação. Se o proprietário se interessar, ele fará uma análise e uma proposta para a prefeitura", ressaltou Amélia Queiroz.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os Termos de Usuários, denuncie. Leia a Política de Privacidade para saber o que é impróprio ou ilegal.

Escreva um comentário...












Receba nossas novidades por e-mail

Siga-nos nas Redes Sociais



©2000-2021 Fleg
Todos os direitos reservados - Portal Guia São João.